Nossos links

www.marcio-marques.blogspot.com / www.blogmarciao.blogspot.com / www.creioemjesuscristo.blogspot.com / www.creiologoconfesso.blogspot.com

Quem é o Marcião?

Minha foto

Sou cristão. Creio em Jesus Cristo. 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Não invalide a Palavra de Deus pela Tradição (Meditação em Mt 15.1-20)


Todas as igrejas tem tradição, quer reconheçam, quer não. Jesus nos ensina que há tradição boa e ruim, e estabelece o critério para julgar as tradições.
1) A PALAVRA DE DEUS ESTÁ ACIMA DAS TRADIÇÕES (vv. 3-6). Na perspectiva da Igreja Romana na época de Lutero, havia 3 fontes de doutrina: a Bíblia, a Tradição e o Magistério. A única intérprete autorizada da Bíblia seria a Tradição, e quem mantém e cria Tradição é o Magistério - e assim a Bíblia se torna refém da Tradição e do Magistério! Vamos dar um exemplo: "Oração e Culto". Segundo a Bíblia, somente Deus pode receber oração (Mt 6.9ss) e culto (Dt 6.13; Mt 4.10; Ap 19.10). Mas, se é assim, por que a Igreja Romana na época do Lutero autorizava oração aos santos e à Maria? Por causa não da Bíblia, mas da Tradição. Jesus afirma que A TRADIÇÃO SÓ TEM LEGITIMIDADE QUANDO ESTÁ CONCORDANDO COM A BÍBLIA, E NÃO O CONTRÁRIO! A Bíblia é maior que a Tradição e é a Bíblia quem deve definir a Tradição. Temos tradições, mas elas constantemente devem ser submetidas à Bíblia, às Escrituras!
2) SOMENTE A ESCRITURA PODE NOS CONDUZIR À VERDADEIRA ADORAÇÃO (vv. 7-9). Todo despertamento e avivamento duradouro são fruto da fidelidade à Palavra de Deus. Adorar a Deus é reconhecer que somente o SENHOR é Deus, é Criador, é o sustentador da criação; somente o SENHOR é dono de tudo e de todos; somente o SENHOR é o Rei dos reis e Senhor dos senhores; somente o SENHOR É SALVADOR. O nome “Jesus” significa “o SENHOR é SALVAÇÃO”. Adoração é se entregar a Deus por ser Ele quem É e fazer o que faz, através da cruz e da ressurreição de Jesus. Jesus ensina que SOMENTE A ESCRITURA PODE CONDUZIR A NOSSA ADORAÇÃO. Adoração não é modismo ou definida pelo tipo da música ou forma de liturgia do culto. Adoração é definida por uma vida alcançada pela GRAÇA DE DEUS, justifica em Cristo, santificada no Espírito, e tudo isso é possível SOMENTE NA ESCRITURA. Quando pautamos a nossa vida em preceitos de homens (filosofias, autoajuda, tradições que contradizem as Escrituras) adoramos a Deus em vão, pois, na verdade, não o adoramos em Espírito e em Verdade! Além disso, quando a adoração não está de acordo com as Escrituras, ela se torna adoração de um ÍDOLO, mesmo que você o chame de Senhor. Só podemos entregar a Deus aquilo que Ele nos deu primeiro, e só podemos adorá-lo fundados na graça, na nova relação com Deus em Cristo, e isso só é possível se estamos de acordo com as Escrituras. Devemos adorar a Deus com sinceridade, mas não é a sinceridade que nos conduz a Deus, pois uma pessoa sincera e errada está sinceramente errada. A graça conduz à sinceridade, mas a sinceridade nem sempre conduz à graça!
3) PRECISAMOS DA ESCRITURA PARA A SANTIFICAÇÃO DE UM CORAÇÃO CORRUPTO (vv. 10-20). A purificação do coração não pode ser realizada por tradições humanas, mas apenas pela Palavra de Deus! Jesus orou ao Pai, dizendo: “Santifica-os na verdade. A Tua Palavra é a verdade” (Jo 17.17). A Palavra revela quem é Deus e quem nós somos, revela o amor de Deus na cruz e na ressurreição de Jesus e, assim, nos revela o Evangelho. A Palavra de Deus é inspirada pelo Espírito Santo e iluminada pelo mesmo Espírito, que testifica de Cristo e atualiza em nós o poder da Ressurreição do Senhor. Sem a Palavra de Deus não há santificação, não há discipulado, não há transformação de vida.
Há tradições que dão testemunho da Palavra de Deus, como o Credo Apostólico ou o Credo Niceno-Constantinopolitano. O critério de julgamento de uma tradição é a Palavra de Deus, revelada de forma plena em Jesus Cristo. Por isso, nunca podemos esquecer a repreensão de Jesus aos fariseus: "invalidastes a Palavra de Deus por causa da vossa tradição".

Leia nossos posts!

Leia nossos posts!